Intro

A pesquisa conduzida pela FGV sobre cooperação internacional e a arquitetura financeira das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) brasileiras (CEAPG & ARTICULAÇÃO D3, 2013) tem gerado resultados importantes. Auxiliam no melhor entendimento sobre as mudanças nacionais e globais que estão, rapidamente, afetando o desenvolvimento das organizações da sociedade civil no Brasil. Os resultados do estudo confirmam amplamente achados de pesquisa que conduzi, alguns anos atrás, sobre as mudanças de direcionamento no fluxo de ajuda não governamental na América Latina nas últimas décadas (BIEKART, 2005). É importante ressaltar que o Brasil figura, desde os anos 80, como o país que recebeu as maiores alocações de fundos de todas as agências privadas de auxílio europeias, quando comparado aos países vizinhos, seguido, apenas à distância, pelo Peru (e, após 2002, pela Bolívia). Esta constatação serve para ressaltar que a atual “retração” de fluxos internacionais de ajuda não governamental no Brasil é, na verdade, um fenômeno relativamente recente. Este artigo pretende comentar os resultados do estudo sobre a “cooperação internacional” através, primeiramente, de um breve panorama sobre o contexto internacional das mudanças em que estes resultados deverão ser analisados. Para melhor entender este contexto global, identificarei um conjunto de tendências atualmente presentes em debates sobre política global e cooperação internacional. Este desenvolvimento tem também implicações para as ONGs internacionais doadoras, que serão discutidas na segunda parte do trabalho. A terceira seção explora as implicações de tudo isto para as organizações brasileiras da sociedade civil, e como a chamada “retração” está afetando suas perspectivas futuras. Finalizando, forneço algumas sugestões sobre futuros desafios potenciais para as organizações brasileiras da sociedade civil em seu contexto atual.

Additional Metadata
ISBN 978-85-87426-22-2
Persistent URL hdl.handle.net/1765/51736
Series ISS Staff Group 2: States, Societies and World Development
Citation
Biekart, K. (2013). Novos desafios para os atores da sociedade civil brasileira em un contexto de mudancas na cooperacao internacional. In Arquitetura institucional de apoio às organizações da sociedade civil no Brasil / Patricia M. E. Mendonça, Mario Aquino Alves, Fernando do A. Nogueira, organizadores. São Paulo: FGV, 2013. (pp. 80–97). Retrieved from http://hdl.handle.net/1765/51736